Baixo Impacto na África 2012 - 2013

África 2012 - 2013

>Reportagem sobre a obra das Habitações Sustentáveis de Interesse Social

no Ecobairro Muquinquim, em São Tomé e Príncipe - África.

(Gravada em outubro de 2012 pela rede de televisão RTP África)

O escritório realizou obras no  continente Africano, à convite da ONU e do Governo de São Tomé e Príncipe.

 

Em 2012 construímos Habitações Sustentáveis de Interesse Social, utilizando materiais locais,  de baixo impacto ambiental e de baixo custo.

 

O trabalho realizado consistiu também em capacitação profissional da mão de obra local em técnicas de bioconstrução.

 

Este trabalho despertou o interesse de ONGs Sócio Ambientais Internacionais atuantes naquele país.

 

Em 2013 fomos contratados pelas ONGs Marapa (STP) e Alisei (Itália) para o projeto Jalé Ecolodge, empreendimento financiado pela RAPAC (Rede de Áreas Protegidas da África Central), voltado para o turismo ecológico e conservação ambiental.

 

 

Habitações Sustentáveis e Ecobairro Muquinquim

A República Democrática de São Tomé e Príncipe, país insular na costa oeste do continente africano, representada pela Direção Geral de Ambiente, Ministério das Obras Públicas e Recursos Naturais, em parceria com a ONU – Organização das Nações Unidas, com recursos do AAP – Africa Adaptation Program (Programa de Adaptação às Mudanças Climáticas na África), necessitava desenvolver ações de combate ao quadro local de carências socioambientais.

 

Através de carta-convite aos arquitetos Marcio Holanda e Paulo Rodriguez, sócios do escritório Baixo Impacto Arquitetura, foram solicitadas propostas de soluções sustentáveis e de baixo custo para edificações habitacionais de interesse social, que deveriam ser construídas com materiais alternativos ao uso de madeira e areia, cuja extração excessiva tem causado sérios problemas ambientais àquele país. Para atender a esta demanda foi realizado inicialmente um intensivo processo de pesquisa sobre a realidade construtiva e dos recursos naturais daquele país, de forma a complementar os dados fornecidos pelo governo sobre o diagnóstico socioambiental por eles realizado no âmbito do Programa de Adaptação às Mudanças Climáticas, promovido pela ONU.

 

O projeto foi elaborado e apresentado de forma a dar ênfase às etapas construtivas onde seria possível a redução de custos solicitada e ao mesmo tempo justificando a redução do impacto ambiental e a eficiência dos materiais nos aspectos climáticos e energéticos em cada etapa – Fundação, Piso, Paredes, Aberturas e Cobertura.

 

O objetivo principal do trabalho foi estabelecer as bases para que estas tecnologias fossem assimiladas e pudessem ser praticadas com autonomia pela própria população local.

Jalé Ecolodge

Localizado ao extremo sul da ilha de São Tomé, numa região bastante chuvosa e com fortes ventos à beira mar, o Acampamento Ecológico da Praia Jalé, gerido por uma associação local de pescadores artesanais com o apoio institucional da ONG Marapa em consórcio com a ONG Alisei, é um empreendimento voltado para o Turismo Ecológico e para a Conservação Ambiental ativa, com o foco na Proteção às Tartarugas Marinhas que desovam anualmente no litoral santomense e na Educação Ambiental e Integração Sustentável com os Ecossistemas Costeiros, com trilhas e passeios de barco guiados pelo leito navegável do Manguezal do Rio Malanza.

 

Este trabalho consistiu no uso de tecnologias de bioconstrução como ferramenta de proteção ambiental e 

 

 

 

desenvolvimento local sustentável, condições ecológicas solicitadas para as obras de Reabilitação Arquitetônica e Urbanística do Ecolodge da Praia Jalé.

 

A adequação ao clima local com o aproveitamento dos recursos naturais e controle higrotérmico das edificações com o uso de envoltórias adequadas são as diretrizes gerais de sustentabilidade utilizada neste projeto. Para proporcionar um conforto natural às edificações, dispensando o uso de equipamentos condicionadores de ar e o consumo de energia elétrica.

+ Vídeos África

.

> Adobe aprovado pelo Laboratório de Engenharia

> Pisando e dançando

> Depoimentos da capacitação em técnicas de   bioconstrução.

> São Tomé e Príncipe 2012 - Depoimento 2

> São Tomé e Príncipe 2012 - Depoimento 1

> São Tomé e Príncipe 2012 - Depoimento 3

> Saiba mais sobre as obras executadas na África baixando os documentos em PDF abaixo:

Av. Pequeno Príncipe 971, Cobertura -  Campeche -  Florianópolis / SC

Rodovia SP 081 km 13,5 - Joaquim Egídio - Campinas / SP

© 2013 Baixo Impacto Arquitetura

  • Facebook - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle